• Crônicas

    Confiar no poder da vida

    Com o tempo aprendemos a estar bem em nossa própria companhia. Apreciamos os momentos em que passamos sozinhos tendo como únicos companheiros um livro e uma xícara de café. Tem dias em que não precisamos de uma multidão para nos lembrar que somos especiais. Pois, essa certeza está viva dentro de nós. Fomos agraciados pela vida com o dom mais precioso que existe. Como não se sentir que temos valor? Você vai crescendo e aprendendo que estar com amigos e família é algo precioso. Mas, que ter um tempo para você meditar, rezar ou simplesmente divagar também é necessário. E…

    Comentários desativados em Confiar no poder da vida
  • Cartas

    Entra e fica

    Pode entrar! Perceba que aqui tem um pouco de poeira nos cantos ainda, o jardim está voltando a florir, e muita simplicidade sim. Ah! O último vendaval que passou por aqui deixou uma certa bagunça sim. Confesso…

  • Crônicas

    A penteadeira

    Leia ao som de… Em frente a penteadeira me culpei tantas vezes pela vida que tive e pelas oportunidades que perdi. Ou, por todas as que deixei passar para ter algo que jamais cheguei sonhei a ter.…

  • Crônicas

    Ame-se para poder amar alguém

    Coloque toda essa inquietude morando dentro de você para fora. Expresse em palavras, rasgue em gritos e faça desaparecer em lágrimas de purificação. Apague todas as luzes, apague todas as vozes dentro de sua cabeça e fique…

  • Crônicas

    Eu não quero mais

    A gente só se sente meio perdido quando não há uma resposta básica e exata para o fim. Há culpados? Há respostas meio desconexas. E a gente coloca uma playlist de término, se dá conta da vida.…

  • Crônicas

    Vou ver e te falo

    Eu queria cumprir todos os “vou te enviar mais tarde algo que vi e lembrei de você”. Mas, sem dizer nada observo uma agenda que se enche de cronogramas e cheklists, e me entristeço ao ver que…

  • Overdose Poética

    Setembro Amarelo

    O Sol nasceu tão lindo no horizonte E você aí cabisbaixo não notou Ela estava tão linda com seu vestido amarelo E você aí na completa solidão. As flores do ipê  estavam lindas Tinham acabado de florescer…