Crônicas

A aquariana

 22 anos, aquariana,flamenguista. Apaixonada por versos e horóscopos. E livre! Muito livre! Hoje eu resolvi escrever sobre a minha paixão por horóscopo. E acho incrível como essas coisas me prendem a atenção, e como eu acho certo as suas inúmeras combinações. Óbvio que existem exceções, mas são bem raras, diante de tudo que já conheci nesse um pouco mais de duas décadas de vida. Eu sou aquariana. Ah,sou aquariana nata. Sou livre. Queria ser um pássaro, ter asas, o céu é o limite pra mim. Tudo isso começou, quando ainda na infância, descobri que todas aquelas pessoas loucas que eu também conhecia do final de janeiro e até um pouco mais da metade de fevereiro pareciam comigo, esperavam o ano inteiro pelo carnaval, sonhavam em conhecer o mar. Serra, frio, fogueira? Nem pensar! Gostamos do verão, dessa coisa colorida e folia sem fim. Da “pele bronzeada, mulher brasileira, a coisa mais linda”. Ainda me caso na praia ou em cima do trio elétrico em Salvador/BA. Imagina que diferente. Isso, sempre me senti assim, a diferente, a artista, a “revoltiene”, a humanitária. O aquariano tem uma lista grande de amigos e são eles de diversas tribos, gosta de unir pessoas, prefere estar rodeado dos amigos e família,com boas risadas, que sair pra qualquer balada. Tá, que às vezes posso trocá-los por baladas, mas isso é raro. Os aquarianos são lindos, coloridos, engraçados,criativos e brasileiríssimos. Como eu sou brasileira, meu Deus. Essas coisas de música internacional estou fora. Isso dar trabalho demais. Até procurar no google a tradução da letra da música, eu já me enjoei daquele toque. Está aí, algumas coisas eu enjoo, outras não. Há músicas que são minhas para sempre, e eu sinto ciúmes, muito ciúmes, quando vejo alguém pegando pra si a música que até então era só minha. Sabe aquela “Mil Anos” do Jorge e Mateus? Então, essa música será minha para sempre. Assim como “A Lua que eu te prometi” do Sorriso Maroto, “Pra Sonhar” do Marcelo Jeneci, assim como tantas outras…

 Falando de música, como sou eclética, cresci escutando pagode com a minha família, me arrepio nesse meio. Contudo, à noite para dormir, meu pai colocava Rock anos 80 ou MPB, e isso também me encanta. Como eu amo Caetano, Nando Reis (aquele ruivo lindo das músicas mais bonitas do mundo), como eu gosto de Lulu, e de Cazuza, então? Da maneira como ele falava do Brasil, me parece que previa o futuro (Ah, se ele soubesse como isso aqui virou, e que a música “Ideologia” hoje faz todo o sentido). Como eu queria fazer parte daquele show dele, deixa-lo me pegar na escola e encher a minha bola com todo o seu amor, me levar para as festas e testar o meu sexo com ar de professor, fazer promessas malucas, tão curtas quanto a um sonho bom… E por aí se vai. A cidade atual que eu resido me apresentou o sertanejo e o funk, por estes também me apaixonei.

 Reforçando a tese do quanto sou brasileiríssima, uma representante nata de Aquário, defendo eternamente que as pessoas sejam obrigadas a aprender a norma culta da Língua portuguesa, com toda a sua gramática, antes de sair por aí, postando em inglês nas redes sociais. (PARAQUETÁFEIOMIGA!). Eu não sei nada, ainda, mas estou aprendendo. Serei uma eterna estudante da Língua Portuguesa, apesar de que toda essa combinação me confunde muito. Gosto dos sons, daquilo que soa bonito aos ouvidos, qualquer erro meu é “licença poética”. Assim fica fácil, não é?

 Ah, os signos. Eu não sei todos, apenas de alguns aos quais eu mais convivo. Dentre eles,existe um que eu mais odeio e que eu mais amo ao mesmo tempo. Ah, o pessoal de gêmeos. Sabe aquele povo bipolar/tripolar/quadruplar? Que some e volta, volta e some, como se nada tivesse acontecido? Pois é, eu ODEIO os homens de gêmeos. Falou pra mim que é, caio fora, sem dó nem piedade. Em contrapartida, tenho uma amiga geminiana que é o máximo, costumo dizer que ela não poderá ir ao meu casamento, pois me matará de sorrir, ali mesmo, no altar.Com ela nunca falta assunto. Tenho outra amiga de Áries, que é grossa, viu? Personalidade forte, fala na lata, é chata, “reclamona”,mas eu a amo, a amo muito. Uma prima de libra que é um doce,romântica, sonhadora, ingênua. Uma outra de escorpião que é fogo. Se vinga, é intensa, grita alto,chora e sorri. Tudo na mesma intensidade. Mas é a pessoa mais forte que eu já conheci. A de sagitário odiava grude, até se apaixonar perdidamente. Uma de capricórnio que fala pouco, e observa tudo ao seu redor. No outro dia, ela é a melhor pessoa para contar os acontecimentos da festa. Eu amo peixes, porque é a minha mãe. Virgem não é nada virgem, só pra constar! E como se gostam de fingir de duros? No fundo tem um coração mole, mole.

Sobre os outros, não sei dizer. Mas antes de encerrar, preciso contar de um rapaz que me apaixonei durante dois dias. Sim, ele também é aquariano.Foi incrível quando nos beijamos, e logo após, ele me perguntou se eu era aquariana. Segundo ele, deu choque. Não senti, mas foi bom. Ele tem uma filha com meu nome, e o meu nome bem grande tatuado em suas costas, mais outra coincidência. Como ele me fez sorrir durante esses dois dias. Foi mágico! Depois, nunca mais o vi. Estamos a uns mil quilômetros de distância. Mas não damos certo não, ele não presta não, mas alguém avisa aí para aquele aquariano, do sorriso lindo, a barba mal feita, e aquele olhar de cafajeste que eu quero replay? Avisou? Obrigada! De nada!

@mohtavares2

 

Morgana Tavares

"Tenho privilégios que não comportam toda a minha gratidão: respiro, ando, abraço, amo, choro, produzo, trabalho, escrevo. E por escrever sou amada. Por gargalhar sou fotografada e vocês escutam de longe minha risada." (Marla de Queiroz)

Deixe uma resposta