A labuta é longa.
O caminho é tortuoso.
Há tantas dificuldades
Queria logo, estar morto.

O solo é duro demais.
Já não tenho mais forças.
A enxada pesa.
A sede aperta na boca.

Olho para o relógio.
Estou todo suado.
Não é nem meio dia.

A luta mal começou.
Esse é o dia a dia de um sertanejo.
Esse é o dia de um trabalhador.

Eder Pereira

Written by

Eder Pereira

Por que você faz textos e poemas?
Porque é onde encontro minha paz interior, é onde eu consigo viajar e conhecer universos que só existem na minha imaginação.
Venha comigo para a terra do nunca, venha comigo uivar para a Lua, venha fazer parte da minha alcateia.