Cria coragem. Vai! Estufa esse peito e coloca pra fora o que você quer.

Conta o que te magoa, quem te machuca e porque está triste por dentro. Fala dos seus piores medos, das suas noites de insônia, das suas fobias e dos teus maiores anseios. Confessa o que te estressa e explica como te acalma.

Diz que você gosta da luz apagada porque prefere o brilho da lua. Expõe o que te reprime, o que te bloqueia, o que te impede. Deixa as pessoas saberem o que você pensa, as cenas que você imagina e que vão ser apenas imagináveis caso fique o seu pensamento.

Ficar em silêncio não resolve, aprende. A luz não vai acender se você não trocar a lâmpada.