Crônicas

A MINHA FAMÍLIA É FORMADA POR QUEM EU QUISER!

” Ainda que eu falasse a língua dos homens, e falasse a língua dos anjos, sem amor,eu nada seria.”

Eu sei que 2016 não vai me trazer de volta todas as pessoas queridas que eu perdi no presente ano. Inicialmente, sofri com a perda da matriarca da minha família, a qual era nosso maior cadeado. Nosso cadeado do amor. Confesso que doeu, mas ficou eternizado aqui na terra, 82 anos de bondade, coragem e humildade que rendeu muitos e bons frutos. Logo após, meu coração chorou com a perda de uma tia muito querida, que por sinal, nos deixou muito nova, e com uma família linda a qual me responsabilizei em cuidar,proteger e fazer o que for possível, no que depender de mim. Como se não bastasse tamanha dor, após exatamente 30 dias do segundo fato acima narrado,perdi um amigo brutalmente assassinado e vítima de uma sociedade violenta e preconceituosa. Sim, o meu amigo era travesti e perdeu a vida fazendo programa. Mas nada justifica a maneira como lhe ceifaram a vida, pois esta função pertence somente a Deus. E mesmo sabendo que um dia tudo isso acaba, a gente nunca está preparado para perder alguém. Meu coração sangrou, minhas lágrimas quase que se secaram, a vida perdeu a cor. Me revoltei com as inúmeras doenças que se desencadearam em minha tia, uma pessoa tão forte, mas que não pôde resistir. Me revoltei com as pessoas, em sua maioria, destruidoras de sonhos, de vida, e que valorizam coisas tão supérfluas.Pausei. Foi preciso. Contudo, o aconchego familiar me devolveu o lápis de cor, e Deus mais uma vez me permitiu para que eu continuasse a colorir. É, eu sei que ainda faltam 93 dias para o término desse ano, mas eu nunca rezei tanto para que ele passasse logo. Com os novos dias que vêm a diante, eu só peço força e mais força. Força pra suportar, força pra seguir, força pra cuidar de quem eu amo, e de demonstrar o quanto é válida toda forma de amor, pois sem ele eu nada seria.

PS: A MINHA FAMÍLIA É FORMADA POR QUEM EU QUISER!

Morgana Tavares

"Tenho privilégios que não comportam toda a minha gratidão: respiro, ando, abraço, amo, choro, produzo, trabalho, escrevo. E por escrever sou amada. Por gargalhar sou fotografada e vocês escutam de longe minha risada." (Marla de Queiroz)

Deixe uma resposta