A marca do tempo ficou tatuada em seu rosto

As estradas da vida decodificou seu sorriso

Desfez e levou o seu abrigo.

Dispôs a retratar sobre suas lembranças

Dá a vida deu, dê o sossego deu

Diz ser amigo Deus

Do bem ao mal essa mulher encontroou a paz estrutural.

No movimento da era ela chorou, lutou

Mas ao seu lado uma esperança sempre repousou.

Ágil e vencedora, onipotente sonhadora

Sem tempo para os rabiscos, pois

Nem há registros, só ficaram escrito

Nos labirintos de um passado escondido.

Libertou dos caminhos árduos da vida

Se fez uma mulher enriquecida

Em busca da felicidade em sua vida.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

SHARE
Previous articleSimples, mas feliz
Next articleBagunça para administrar no peito
Higor Cândido
Escrevo poemas porque a força de vontade é o alicerce para o sucesso Confiantes nessas palavras nunca deixei de escrever.