Overdose Poética

Amor Sem Pudor

Braços e pernas que se enroscam, lábios
Mãos que se entrelaçam, calam


Corpos que se unem, encaixe.
São os teus lábios no meu corpo, pescoço, pele.
É minha pele nas tuas mãos.
São minhas mãos que te despem, desnudam, descobrem
São minhas coxas percorrendo teu rosto.
Somos nós sem cores, sem pudores.
Somos nós em loucuras e amores.
Tu me amas assim com loucura escarnecida.
Eu te amo em unhas, na carne viva.
Já não temos amanha, nem mesmo ontem.
Temos o agora, o presente.

 

Não pensamos nas horas nem nos dias.
Nos entregamos as só completamente.

Mariah Alcântara

Mariah, escritora, sonhadora e apaixonada pela vida. Escrevo desde os 15 anos, comecei com devoção por poesia e depois crônicas e contos (minha paixão). Faço parte de alguns projetos literários importantes, entre eles a Roda de escritores (que hoje tem outro perfil de trabalho) e Escritores da Era do Compartilhamento. Acredito que o sucesso vem com trabalho, e trabalho com amor gera sucesso.

Deixe uma resposta