Showing: 21 - 30 of 139 RESULTS
Overdose Poética

MARIA!

Muito prazer, meu nome é  Maria! A que cai da escada E amanhece com o olho roxo no outro dia.   Não! Eu sou Maria. A que teve as roupas rasgadas E foi violentada em plena luz do dia.   …

Overdose Poética

Ainda posso querer…

Vestir camisa leve blusa branca minha, em contraste com tua cor de canela homem meu escolhido. Eu antes só em sonhos desnudava, prazer meu que acorda novamente para vida. Boca, nuca, cheiro, gosto, língua…suor minha nudez. A esconder com tanta …

Overdose Poética

Labuta sertaneja.

É cincu da menhan Cabei de levantá Vo pra conzinha Pru café prepará.   Logo cedo tiru jejum Pego minha foice pra molar Vo ajunto as bananeira Pra começá a trabaiá.   O orvai ainda tá no capim Dificultando a …

Overdose Poética

Lágrimas de sangue

Nesse momento  A dor invade meu peito  Sinto meu coração sangrar  Voando contra o vento. Pois sem tu Princesa da escuridão Minha alma chora No aconchego da solidão. Choro lágrimas de sangue Numa guerra já perdida Choro lágrimas de sangue …

Overdose Poética

Moça, Primavera

Um ontem qualquer tornou-se inesquecível. Acordei, olhei as horas no relógio que maquina a todo o momento em delimitar minha vida. Andei distraído por esse longo dia, nada que fugisse da rotina bruta e ignorante. Era outono, céu pálido, as …

Overdose Poética

Eterna ligação

Esse jogo do amor Entre o sol e o girassol Uma eterna ligação Que não há de acabar. O sol no percurso da manhã Desejando o bom dia No percurso da tarde Desejando uma boa tarde Ao girassol apaixonado. O …

Overdose Poética

A dor do mundo

Canta canário Canário cantor Canta e com seu canto Leva embora minha dor. A dor de um mundo Sujo e violento Que com crimes e mortes Consegue seu sustento. A dor de um mundo Que abusa de meninas Que rouba, …

Overdose Poética

Sentimentos

Olham para ela Com um olhar de reprovação Ela caminha com lagrimas nos olhos E nada no coração. Perguntam porque tanta frieza Era uma menina tão boa, alguém dizia Comentam sobre sua rebeldia Mas nunca se preocuparam em saber o …

Overdose Poética

Brasil

Posso até não ter dinheiro Mas eu sou um cidadão Estou cansado de ver no governo Analfabeto e ladrão. Eu sou sim muito pobre Tenho uma família para sustentar Mas uma coisa que eu não admito É que eles parem …

Overdose Poética

Ágil e vencedora

A marca do tempo ficou tatuada em seu rosto As estradas da vida decodificou seu sorriso Desfez e levou o seu abrigo. Dispôs a retratar sobre suas lembranças Dá a vida deu, dê o sossego deu Diz ser amigo Deus …