Hoje me pego a pensar sobre as várias vezes que me doei demais, me exigi o melhor que eu possa ser, me esforcei o bastante para ser cada momento novo, MELHOR.
Em todos os sentidos da vida podemos dizer que as pessoas estão mais “líquidas”, a com modernidade “líquida”, ou seja, pessoas inconsistentes, desapegadas… Claro que não se deve generalizar, mas é o que a contemporaneidade tem reservado aos seus navegantes desatentos ou que andam “sobre cordas a vida”.
No campo sentimental uma chuva de granizo ocorre nos relacionamentos, vem tudo sólido nos primeiros momentos, mas  tão logo a coisa desanda, evapora, esvazia… Para alguns, a doação é por inteiro, investe todas as moedas do coração, todas as atenções e de contrapartida a RECIPROCIDADE tende a zero.
A vida tem sido vivida depressa demais, sem aprofundamento algum, isso é um mal quase generalizado.
Ter, parecer, aparecer, mostrar-se são requisitos tão analisados por nós, que de forma infeliz acabamos desmerecendo o ser, a alma e as positividades das pessoas…
O ser humano recorre a práticas distantes de relacionar, de “sustentar” afetos, alimentar paixões… Na primeira oportunidade que tem, recaí, age pela emoção, pela falsa emoção… Fere quem tanto doou a ele, a ela… e joga para fora de si a oportunidade de ser recíproco.
RECIPROCIDADE é ouro na contemporaneidade, difícil de encontrar puro, sem intervenções… Esse tipo quando encontrado reluz incrivelmente, vale muito, é lindo, permanece em nós e ativa as mais lindas emoções. Por outro lado, ainda há de se encontrar o “ouro” lapidado, que pode ter sido desperdiçado com uma intervenção medíocre ou ter sido ainda mais valorizado com detalhes que se acrescentam… Preze pela reciprocidade enquanto ouro puro, lapidado com cuidados… Seja recíproco, ame e seja amado, respeite e seja respeitado, cuide e seja cuidado…
Quando fazermos nossas autoavaliações – se é que podemos considerar que todos fazem – que possamos rever a reciprocidade, ativá-la quando adormecida e alimentá-la quando desgastada.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

SHARE
Previous articleMedo de amar
Next articleNão é você
Breno Suarte
"Tudo se compra, menos a vida. A vida se gasta."