Do meu amor maduro nasce a certeza que da sua imaturidade só colherei aborrecimentos.
Preciso ir. Preciso me ver em outros abraços e em outras bocas. Em outras camas e conchinhas. Sinto que nossas lembranças são doces e, sim, elas me fazem querer ficar. Mas, me convenci que seu peito nunca foi morada, foi apenas abrigo temporário, uma paixão paliativa, sentimento feito móvel de cantinho improvisado. A gente não tava fazendo nada. Ai inventou de amar. ” O nosso amor a gente inventa e quando acaba, ele nunca existiu.”. Puta que o pariu.
Aperta a porra do play na sua vida. Põe o par de asas mais bonitinhas que sua liberdade lhe der. Vai viajar sem mim. Chegamos ao fim e daí? Os nossos sonhos mais leais merecem serem reais, e magnificamente vividos. Mesmo que seja sem alguém que os ajudou a construí-los.

Só não diga ao seu novo amor que não foi tão importante o que vivemos. Te peço! Enquanto isso, continuarei te usando nos meus textos, nossa bagunça de segunda-feira, rotulada de amor, virou meu ganha pão. Então, só por isso eu deixaria que num papo de cozinha, depois do jantar, quando ela te perguntar sobre mim, pode me pôr junto das mulheres que te construíram. Só não diga para ela que ao ouvir Caetano pensa nela. Não minta para a moça. Caetano e eu na sua vida somos uma fodida tatuagem, da qual você não se arrepende.
Só sorria e seja muito feliz. Era a vida que eu quis para você desde o início. Do seu ex amor, com todo meu amor.

1 COMMENT

  1. Great beat ! I would like to apprentice at the same time as you amend your website, how can i subscribe for a weblog web site? The account aided me a acceptable deal. I had been a little bit acquainted of this your broadcast offered brilliant transparent idea