Ei. Dorme não!

Quero te olhar demoradamente enquanto o seu corpo está imerso na dicotomia vulnerável de se render ao sono ou querer logo sucumbir ao desejo de fazer a nossa atividade mais gostosa do dia. Ou melhor, a mais gostosinha da vida.

Eu sei… não é um domínio próprio. Na verdade é uma loucura. Como uma música da NX Zero. Ou de qualquer banda de Rock. Romance e bagunça. Algo que faz o meu coração explodir ou simplesmente faz o meu corpo querer dançar freneticamente. Com você.

Depois de te olhar com aquele olhar meio “Capitu”, você sabe que o próximo passo é exatamente me despir bem além da mulher reservada que não demonstra a todos o seu mix de sensualidade e timidez. E que esconde no sorrisinho de boca fechada, bem ali nas curvas das suas covinhas, uma multiplicidade de devassidão pertencente a ela.

Beija a minha pálpebra do olho com ternura, seu bobo. Entra em cena. Vem para o palco. Aproveita o nosso teatro. Conquista os meus espaços. Ganha os meus sussurros. Promete falsamente o céu. Deixa que eu lido com as mentiras. Apresenta-me ao pecado. Esquece o frio. Aquece o meu peito. Por dentro e por fora. Roda e gira o meu mundo com as mãos. Domina as nossas falas, a cintura e os fios. Dança comigo. Braços aqui. Pernas ali. Beija a minha boca feito um fim dolorido. Aperta a pele com paixão.
Chama o meu nome. Grita o que sente. Pede, meu bem, que eu faço. Liberta o meu tesão. Provoca a minha libido. Enche de beijo a minha parte favorita. Evidencia a minha não razão. Faz de mim uma mulher sem pudores. Saboreia a nossa humanidade. Faça-me inteiramente minha. Depois sua. Percorre entre os meus enredos mais uma noite. Defina os meus acertos erroneamente. Cansa, me cansando. Isso não é normal?

Confia em mim. É foda, uma foda boa. E gostosa. Nossa. Construída. Porque parte de mim fica em você quando resolve morar em mim.  Desvendando teimosamente a minha intimidade. Não aquela que é revelada quando as roupas caem no chão. Mas a que se permite ser real quando o corpo pede descanso e alma pede conversa. Um pouco mais de calma. Um pouco mais de abraço. De mãos se entrelaçando. Um pouquinho mais de liga. De nós. Pois nem tudo que acaba tem final. Pede bis. One kiss.

1 COMMENT

  1. Good day! I know this is kinda off topic however I’d figured I’d ask. Would you be interested in exchanging links or maybe guest writing a blog post or vice-versa? My site addresses a lot of the same subjects as yours and I think we could greatly benefit from each other. If you’re interested feel free to send me an email. I look forward to hearing from you! Fantastic blog by the way!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here