Era só para ficar, mas tudo foi acontecendo e você foi invadindo um espaço que há muito tempo ninguém conseguiu preencher.

Juro que não aconteceria mais do que aquela noite. Lembra quando eu sentei longe de você e eu a observava. Você nem sabia que eu estava ali, conversava com outras pessoas, sorria de um assunto bobo, que eu nem se quer procurei saber do que se tratava, apenas fiquei ali vislumbrando seu sorriso. Fiquei observando você fechar os olhos ao sorrir de uma maneira bem gostosa.

E ali nos encontramos novamente, pude entender que estar ao seu lado era divertido e era confortável. Mas, ainda não era a memorável noite. Ah, aquela noite! Tinha tudo para ser mais um dia comum, mas se tratando de você, tudo é imprevisível. É que todas as minhas ações tendem a loucura ao seu lado.

Descobri que a gente não escolhe o momento nem o lugar. Parei na sua frente, segurei sua mão, não estava frio, mas eu tremia, por alguns segundos até achei que iria cair, mas o calor de suas mãos me trazia vida. Eu não disse uma palavra quando coloquei seu cabelo atrás de sua orelha e acariciei seu rosto. Você sorriu, mordeu o canto do lábio como se estivesse esperando por aquele momento há muito tempo. Meus olhos iam da sua boca aos seus olhos, dos seus olhos a sua boca e nossos corpos naquele momento perceberam o quanto necessitavam do calor um do outro. Eu que me fortalecia com o toque de suas mãos senti conforto, senti paz, me senti em casa com o seu abraço.

A vontade de te olhar novamente martelava meu peito, e com dificuldade sua cabeça saiu de perto de onde dali em diante seria seu porto seguro, seu aconchego…

Nossas bocas se encontraram de um jeito carinhoso, de um jeito como se estivéssemos acabados de colocar um algodão doce na boca, sua língua macia abria espaço para que a minha passear por aquele céu infinito. Nesse momento, todos os meus sentimentos viraram um turbilhão de aventura, loucura, obsessão, um doce desejo que começou com uma troca de olhar inocente e seu beijo fez explodir varias sensações.

 Nisso descobri que eu podia voar no mais estrelado dos céus. Percebi que eu poderia ter um destino, poderia caminhar ao seu lado sem me preocupar com mais nada. Descobri num simples momento que reequilibrei as minhas emoções, o meu coração ficou em paz com você segurando minha mão. E eu que imaginei que seria apenas mais uma aventura sem amor, agora sei que o amor aconteceu, e descobrimos que nos apaixonamos para valer. Foi ali, de uma vez só.

 

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

SHARE
Previous articleOpiniões não solidificadas
Next articleUma pontinha de saudade
Raphael Naciff
O que nos separa é a coragem de escrever. Revelar o que escrevemos no papel vai além de descobrir os segredos da nossa memória. Raphael Naciff Carneiro em Memórias Alucinantes de um espírito qualquer.