Olhar o por do sol era ter os olhos marejados de luz, a pele aquecida e um nó na garganta. Aquela velha vontade de chorar, vinda de um pedaço de seu coração que era terra escura, onde não se podia pisar. Ainda assim, todas as tardas, sentava em frente a velha casa e olhava o horizonte.

De lá, quase um trono, via seu reino. Via a cerca distante, as casas a em baixo, o verde o jardim, a velha arvore talhada seu nome, e o horizonte. Esse sempre pleno, sempre longe. Sempre lembrando suas saudades e mostrando a linha da distância.

Era uma tarde como aquela, aquecida, mas não quente, que ela disse adeus. na verdade disse que chegara ao seu limite. O sol estava no horizonte, enchendo o espaço com seu brilho, a alma gelada se apegara a esse calor, como sua unica chance de vida.

Não havia mais o que dizer… Depois de tanto dito, simplesmente aceitou. Assentiu com sua cabeça, e a observou. Ela saiu rápido, temendo que ao olhar para traz perdesse a pouca coragem encontrada. Ela queria desbravar o mundo, era preciso. Sua juventude corria nas veias, explodia em seus poros, ela queria uma vida que não estava ali.

Quando, por fim, ela sumiu no horizonte, os olhos cheios de luz se fecharam simplesmente. Já não cabia chorar. O fim seria silencioso como o começo. Apenas deixou que o calor invadisse sua pele, buscasse aquela parte quebrada que restou dentro de si.

Um pássaro pousou ao seu lado, os olhos cegos de luz, lagrimas, dor e saudade não definiram o que era, e então ele voou… rápido como chegou ele seguiu pleno seu caminho. Quando tomou distancia, ficou claro. Aquele pássaro pequeno queria uma vida que não tinha.

Assim como ela. Era uma andorinha.

Mariah Alcântara

Written by

Mariah Alcântara

Mariah, escritora, sonhadora e apaixonada pela vida. Escrevo desde os 15 anos, comecei com devoção por poesia e depois crônicas e contos (minha paixão). Faço parte de alguns projetos literários importantes, entre eles a Roda de escritores (que hoje tem outro perfil de trabalho) e Escritores da Era do Compartilhamento. Acredito que o sucesso vem com trabalho, e trabalho com amor gera sucesso.