Hoje ele é grato, hoje ele reconhece o valor da vida, hoje ele é feliz valorizando e amando o que tem e a quem ele tem. Sente-se revigorado a cada dia, mas nem sempre foi assim. Eram poucos os momentos de afeto entre ele e sua amada, na verdade, eram mais brigas e reclamações do que qualquer outra coisa. Eles estavam saturados, fartos de si, os problemas os consumiam e faziam daquele lar um ambiente hostil.

Mas houve um dia em que ela silenciou, toda a casa parecia fria demais ao gosto dele, e ao se deparar com ela caída ao chão pode sentir que todo o seu mundo estava ali também… Foram noites em claro, noites de preces e pedidos fervorosos, dias desejando apenas vê-la bem novamente. Ele já não tinha mais forças para quase nada, nada lhe agradava nem lhe fazia bem, não o mesmo bem que apenas ela sabia fazer.

Ele se sentia cada dia mais angustiado, esperando em Deus que viesse à tona uma recuperação. Foram alguns dias sentindo a dor, sem ter respostas, dias de luta envolvendo fé e positividade.

Até que ela começou a encontrar forças de onde não imaginava existir, parte dela queria logo resultados, mas ainda estava muito frágil. Vários diagnósticos, exames atrás de exames, nada certo.

Mas em meio à todo o caos e uma melhora progressiva, duas certezas vieram à tona, a primeira era a de que tê-la de volta sã e salva fora quase um milagre e a segunda é que ele a amava muito e não suportaria viver sem ela.

Na verdade, nunca sabemos quando seremos testados… Não fazemos ideia de quando nossa fé e gratidão serão postas a prova, mas também nem sempre estamos prontos, talvez aquela situação chegou para te tornar mais forte.

As vezes ele observa onde estão agora e como estavam antes daqueles dias terríveis, tudo mudou, ele mudou, mas só agora ele percebe. É e vai ser sempre assim, acontece sem a gente perceber, a gente só confia em Deus e diz “vai, seja o que Ele quiser”, e como em um passe de mágica a nossa força assume outra proporção, aos trancos e barrancos a gente vai encarando, derrubando monstros, enfrentando tempestades e quando vê, já passou.

SHARE
Previous articleQuando o amor não é a melhor coisa do mundo
Next articleA noite dos “monstros”
Caroline Alves
"Uma jovem apaixonada pela vida e por todos os momentos que ela proporciona, que adora estar cercada pela família e pelos amigos, mas também adora a sua própria companhia. Acredita no melhor do ser humano, e sobretudo, no poder do amor."

3 COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here