Quinta do Autor

Fragmentos de ótimas lembranças

E ainda me lembro, de todos os “futuros planos” que fazíamos juntos. Todos os traçados em papéis imaginários e fortes pensamentos mais sinceros. Dos planos mais lúcidos aos mais loucos possíveis. Lembro de cada um, ou de cada fragmento de ótimas lembranças do “nós” que hoje é saudade. Sinto um aperto no peito por deixar isso tudo passar, e nada, absolutamente nada acontecer.

Percebo que muito deixei passar. Que poderia ter feito muito, e não estar me derramando em lágrimas de arrependimento, como estou agora. Mas quem nunca se arrependeu de algo, não é mesmo? Quem nunca quis que tudo fosse perfeito e bonito?

Nem tudo é tão simples e nem tão performático e belo. E tudo que me veio átona, trazem uma parte de mim que já esfriava e me fazia ser diferente. Minha parte mais sensível. Só que consequentemente, um dos meus maiores medos.


A perda.

E assim já decretado, o fim de tudo escrito, a partir do momento que seguimos destinos diferentes. E não foi nada fácil me acostumar. Vivi todos esses anos da minha vida perdendo um toque, um sorriso, um abraço apertado, uma presença incomparável. E perdendo algo, ou alguém, que muito me doeu.

E muitas foram as pessoas que por minha opção deixei de lado, mas que tive junto com elas uma história. E outras que a vida levou, e o destino tirou sem me questionar se podia ou não. Eu sei que é o natural, e agora compreendo um pouco.

Mas, vejo que resta apenas aproveitar mais o toque, o abraço, o sorriso e a presença do nós que ainda se tem. Pois perdemos muito talvez, mas tudo bem. Que venhamos construir momentos que ainda dar tempo e aproveitar ao lado de quem amamos cada segundo, até que dure.

Comentários desativados em Fragmentos de ótimas lembranças
Emanoel Filipe

Escrevo eu mesmo. Escrevo o que penso, e sinto. Exponho em um simples papel, todos os meus sentimentos e confusões!

error

Compartilhe amor com a gente!

YouTube
YouTube
Instagram