Sempre deixo uma gaveta vazia…
Na esperança de um dia
vê suas coisas lá…

Estaciono o meu carro no canto,
pra deixar a vaga
do seu parar…

Nunca deito no meio da cama,
Vai ter sempre um lado
para você ficar…

Duas taças, duas escovas
até os chinelos
tem mais de um par.

Um pente para cabelos longos
Um monte de batom sem usar.

Não aperto as tampas dos potes
imaginando facilitar.

Ainda não escolhi meu perfume
Esperando você opinar

Ainda não comprei as passagens
Você decide o lugar

Ainda nem sei se você existe
Mas já preparei nosso lar.

“Há vagas em um coração que não se cansa de esperar”.

Bob Maia

Written by

Bob Maia

Bob Maia é Jornalista, Mestre em Desenvolvimento Regional, blá, blá, blá.... Esqueça isso, ele se define como um poeta apaixonado pela vida.