Overdose Poética

I Promisse (Eu Prometo)

Eu sinto ciúmes da chuva

Que toca todo o teu corpo molhado

Eu tenho ciúmes do seu espelho

Onde você se vê todo dia no quarto.

 

Eu tenho medo do tempo

Que tem te roubado de mim

Tenho medo dele acabar

E ser o nosso fim.

 

Medo das minhas promessas

Não valerem mais nada

Você lembra quais foram?

São apenas quatro palavras.

 

Quatro palavras foram o bastante

Para descrever o que por você sinto

Quatro palavras que ficaram marcadas

Que levarei eternamente comigo.

 

Não sei se nos veremos novamente

Se os seus caminhos vão para o norte e o meu para o sul.

Só peço que não esqueça uma coisa!

I am crazy for you!

Eder Pereira

Desde cedo se fez poeta, muito pela influência do seu avô Maurílio e sua mãe Marileide, sonha desde pequeno escrever um livro, contar histórias em versos e rimas, sempre muito fascinado pelo mundo da escrita e como você pode viajar por ele mesmo sem sair do lugar, "O Uivo da alcateia tem alcançado seu coração, e o Lobo antes solitário encontrou alguns irmãos.

Deixe uma resposta