É cincu da menhan
Cabei de levantá
Vo pra conzinha
Pru café prepará.
 
Logo cedo tiru jejum
Pego minha foice pra molar
Vo ajunto as bananeira
Pra começá a trabaiá.
 
O orvai ainda tá no capim
Dificultando a roçada
Olho pro sór já é quais mei dia
I num rocei quais nada.
 
Lá vem minha veinha
Trazeno o dijejum de mei dia
Arrois canja com abrobinha
E ainda tem sobremesa
Rapadura com farinha.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

SHARE
Previous articleLágrimas de sangue
Next articleOcupada demais encontrando os caminhos
Eder Pereira
Por que você faz textos e poemas? Porque é onde encontro minha paz interior, é onde eu consigo viajar e conhecer universos que só posso conhecer na minha imaginação.