Essa tal de maturidade bate na porta da vida é devagar.

Eu já vi muita coisa nessa vida e todo dia venho aqui mostrar um pouco do novo que eu já sei.

Eu tenho tanto medo de me perder e quando vejo já não sou mais nada daquilo que achei que fui. E aí penso, que a vida tem mesmo dessas coisas.

Sou boba, apaixonada, até dizem que apaixonante também. Uso sapatinho vermelho com lacinho e tenho covinhas na bochecha, e fico vermelhinha quando me prestam elogios.

Tenho um coração enorme, mas uso roupa curta. Uso batom vermelho. Tenho cabelo curto e já mudei a cor natural deles. Mudei algumas coisas do lugar em mim, mas isso só eu preciso mesmo saber.

Faz frio aqui dentro sempre pois eu esqueci de instalar o aquecedor movido a paixão nesse novo ”eu”.

SHARE
Previous articleSonhos tomados.
Next articleMÃE, MEU AMOR MAIOR
Natália Rezende
Um ser amor. Acredita em contos de fadas e em todos os mundos mágicos do universo das palavras. Das mais certas, mas também possuí incertezas. Um pouco louca. Escreve e sonha.

1 COMMENT

  1. I really like your blog.. very nice colors & theme. Did you design this website yourself or did you hire someone to do it for you? Plz reply as I’m looking to create my own blog and would like to know where u got this from. appreciate it

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here