Leia ouvindo…

Estive pensando se o seu coração ainda está aberto. Se sim, que horas ele se fecha? Poderíamos ficar juntos se você quisesse, ou não porque ainda existe o destino. Eu estou fingindo. Pois, não sei se você sente o mesmo que eu sinto. Aproveite e diga querido! Já que as noites foram feitas principalmente para dizer (e fazer), coisas que não poderemos no dia seguinte.

Sarcasmo, ironia ou safadeza? Vejamos…

Deixa pra lá. Acho que eu não quero saber se esse sentimento é recíproco. Só que tô triste por te ver partir para além do que posso dominar. Mas, esse silêncio me desafia. Meu bem, nós dois sabemos que eu meio que esperava que você ficasse. E que eu estou constantemente à beira de tentar te beijar.

Sonho com você quase todas as noites da semana. No sonho nós derramamos nossos fluídos e bebidas no meu sofá , dançamos uma música esquisita que coloco para repetir, encontrei algo que faz pensar em você de alguma forma até pegar no sono.

As suas favoritas bochechas estão mesmo coradas ou só anunciam o seu ser covarde? Porque continua a fingir que não sabe o que eu realmente quero com você? Você já teve aquele medo de não poder mudar as coisas? Do tipo que gruda como esse MIX de incerteza de te ter de novo, e de finalmente deixar você ir?

Há algum ÁS na sua manga, garoto? E você tem culhões? Então, use. Quero  perder o seu jogo. Quantos segredos você consegue guardar até me sufocar? Você não faz ideia de que é a minha nova obsessão. Talvez eu esteja muito ocupada ensaiando ser sua, para me apaixonar por outra pessoa.