Crônicas

Nada que o tempo não cure

Coração está batendo forte outra vez, quem diria que um dia eu fosse sentir novamente essas borboletas no estômago, essa alegria boba que poucos tem a oportunidade de viver.

As mágoas do passado, deixaram marcas permanentes, mas nada que o tempo não cure! Tais acontecimentos me ensinaram a ser forte, mas sobretudo, me ensinou muito sobre o amor inclusive que nem todo amor é igual, muitos amores servem apenas como aprendizado.

É mágico sentir tudo isso de novo, é incrível a nossa capacidade de amar novamente com a mesma intensidade. Não vou mergulhar de cabeça, porém vou me entregando aos poucos, mas sei que cedo ou tarde, me verei entregue por completa.

 

 

Liza Bianca

• Somos instantes.

Um comentário

Deixe uma resposta

error

Compartilhe amor com a gente!

YouTube
YouTube
Instagram