Hoje eu estava tomando café com ela, sentada bem diante dela e observando seus traços…

Ela sorria enquanto me contava uma historia qualquer; a pele com marcas do tempo, o sorriso tornando visível suas marcas de expressão, as mãos já cansadas, com dedos ainda ágeis, segurava o copo.

Como ela é bonita!

Sempre foi; mas mesmo o tempo, a idade, a doença os desgostos… nada tirou sua beleza. Olhar pra ela é como olhar uma expressão de verdade, fé e coragem. É assim, a personificação disso!

Ela é isso!

Me lembro, do seu colo, das nossas brigas, do nosso apoio mutuo, dela no meu colo, dos “arranca rabos”, do dinheiro emprestado, alguns que nunca paguei. Me lembro dos conselhos dados desde de sempre, alguns que nunca acatei. Me lembro dos milagres que vi acontecer através dela, e me toco que ela mesmo é um milagre.

E eu tão boa com as palavras, emudeço!

Ela não sabe o quanto de amor vai no meu peito e é todinho dela. Ela não sabe que desse meu jeito brigão de ser, nesse minha militância das causas que acredito, na minha forma de maternar ( que vai contra a dela), nas minhas escolhas e opções e no meu silêncio, vai muito dela!

Alias, em mim, ela esta!

E por isso, venho fazer essa singela homenagem para essa mulher que me ensinou a acreditar em mim, e ir em frente atrás do que acredito. Essa homenagem é para a minha mãe!

Mas sigo homenageando as mães do mundo todo, de todos os tipos, de todas as formas, com seus pensamentos e com suas convicções.E as mães que amam os filhos mas não amam ser mães. E as mães que educam e deixam ser. E as mães que querem acertar. E as mães que escolheram o melhor, mesmo que o melhor fosse o estar longe.

Para essas mulheres, de alma grande e coração cheio de amor, que saibam que merecem toda a felicidade do mundo, pois a coragem não pode ser mensurada assim como o amor.

Uma linda semana das mães.

Um dia de amor!

SHARE
Previous articleMÃE, MEU AMOR MAIOR
Next articleMãe, quanta falta você faz.
Mariah Alcântara
Mariah, escritora, sonhadora e apaixonada pela vida. Escrevo desde os 15 anos, comecei com devoção por poesia e depois crônicas e contos (minha paixão). Faço parte de alguns projetos literários importantes, entre eles a Roda de escritores (que hoje tem outro perfil de trabalho) e Escritores da Era do Compartilhamento. Acredito que o sucesso vem com trabalho, e trabalho com amor gera sucesso.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here