Pela janela vejo toda multidão

Pessoas pela calçada movimentando

O trânsito habitual como todos os dias,

A “Avareza” passava por alí…

A “Luxúria” com a sua pressa passional

Atravessou o sinal vermelho do semáfaro.

A “Ira” descontrolada buzinou furiosa

Conflitando a ação feita naquela avenida.

O “Orgulho” olhou maliciosamente aquele tumulto,

Preferiu não aproximar para não ser contaminado.

Admirado pelo seu p´roprio mérito excessivo

Pegou a rua mais sagaz chamada “sem rumo”.

A “Preguiça” ao lado da banca de jornal,

A “Inveja” na loja de sapatos no mesmo lado da rua,

A “Gula” toda insaciável no HOT FOOD

E eu com uma xícara de café na mão

Observava como todos os dias de costume.

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

SHARE
Previous articleÈtoile
Next articleVamos falar de generosidade