Ao longo de nossas vidas ganhamos buracos em nossos corações: alguns causados pela dor da perda de uma pessoa amada, outros advindos de um coração partido que cria uma cratera dentro do peito e ainda, remorsos que roubam noites de sono.

Somos seres. Talvez “humanos” seja uma definição, mas eu conseguiria encontrar muitas outras, você não? Egoístas, destrutivos, cruéis por vezes. Mas também guerreiros, amigos, companheiros e sonhadores em outros momentos.

Todos nós temos buracos em nossos corações e da mesma forma possivelmente já cavamos alguns em outros corações. E como não cairmos e nos perdermos nessas crateras que vão surgindo? Talvez uma resposta para essa pergunta seja simplesmente impossível.

Mas podemos tentar, porque por mais que estes ferimentos sangrem um dia eles cicatrizarão. Da mesma forma, os buracos originados podem ser cobertos e purificados. E para isso precisamos semear a semente do amor nestas aberturas, regá-las com a água purificadora do cuidado e do altruísmo e protegê-la para que possa render frutos que tragam paz as nossas almas por vezes tão cansadas.

Porque ao final das contas, não existe nenhuma cratera dentro de nós que não possa ser preenchida pela imensidão do amor.  

SHARE
Previous articleDas mulheres: A gorda.
Next articleProblemas de amor
Ygor Phelipe
"Certa noite ele teve um sonho. No sonho, aves nadavam, peixes voavam e tudo parecia tão inverossímil que pela primeira vez viu sentido em algo. E assim, nasceu um sonhador, um homem de mil faces, de milhares de heterônimos e com uma paixão, dar vida aos sonhos por intermédio das palavras. Este é Ygor, pseudônimo Phelipe A., poeta, romancista, apaixonado em palavras e nas viagens que elas nos proporcionam. Por isto, pegue um sonho, abra-o e viva."

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here