Quando ele diz que me ama… Sofro com alergias. É realmente insuportável ter milhares de alergias e ficar se coçando por aí feito um animal com pulgas. Imagina para um homem ver sua mulher assim? Coitado! Sim coitadinho dele. Precisava de alguém que ia ao menos tentar fazer algo pra aliviar essas coceiras toda. Então ele veio, para me zoar.

Ele se preocupa com o meu bem estar, cozinha pra mim, e ainda por cima me dá comida na boca, me ensina como devo comer, e briga pela minha falta de zelo com a alimentação. E quando ele quer comer lasanha com pimenta, põe só em cima da porção dele, e faz um esforço danado só para acompanhar-lhe no vinho, eu não bebo, e se bebo um gole já fico tonta e frágil, aí ele me lembra que eu não posso beber longe dele… ele não vai estar ali para cuidar das minhas tonturas. Isso só por causa de um gole de vinho, imagine só se eu realmente bebesse.

Ele até compreende porque eu demoro tanto para dormir na sua cama. Cama nova sempre me dá trabalho. Eu viro, reviro! E não tem jeito, roubo a coberta para mim. Detesto passar frio! Como ele me suporta? Sinceramente ele deve me amar muito para gostar de dormir comigo. Sou quieta depois que durmo, mas até lá aja movimento. Dormir comigo é um desafio. Meu sono é leve, segue rituais, e eu detesto ser acordada. Mas quando ele me acorda com aquele beijo na nuca, aí eu desejo dormir mal toda noite, e acordar todo dia cedo, por causa desse beijo. Não tem igual. Não durmo como uma princesa. Durmo de barriga para baixo e em determinado momento quando o sono bater vou fugir do calor da conchinha para tentar me achar num lugar certo para dormir. Acho incrível o quanto nossas mãos se procuram no meio da noite, e quase sempre se acham. Eu sempre durmo depois dele, e fico namorando o sono dele. Como ele dorme bonito. É uma das visões mais lindas que a vida me proporciona.Precisava de alguém que aceitasse o fato de eu acordar e querer conversar… essas conversas sempre acabam em um café da manhã, ou, quase sempre, almoço de cabelos molhados mesmo. Então deve valer a pena. Suponho!



Precisava de alguém que gostasse de me surpreender. Ele é mestre nisso. Faz umas coisas que roubam-me o ar. E adora o meu sorriso de gratidão.
Precisava de alguém que andasse comigo lado a lado. Ele veio e me puxou para junto de si. E me obrigou a ser a cada dia sempre melhor. Ele me faz olhar a humanidade de uma forma diferente a cada segundo. Ele me ensina sobre a vida. Em troca eu lhe ensino sobre o amor.

Precisava de alguém que aceitasse me ouvir falar das coisas que fizeram e que não foram certas. Que entendesse minha vontade de matá-lo quando descubro um suposto erro, que é sempre passageira, e super normal !!! Precisava de alguém que soubesse entender que é super, mega, difícil e chato ser mulher. Na verdade acho que eu não precisava que me aceitassem como eu sou… na verdade sempre quis alguém que me entendesse, ou que procurasse fazer isso. E que soubesse que toda mulher por mais sensata que venha ser, tem um lado bipolar, já que não é fácil lidar com esse turbilhão de coisas loucas aqui dentro. Imagina só ter que criar um amor que seja bom, engolir mil coisas só pra fazer bem ao outro, fora a porcaria da cera quente.

Ah aquele moço! Por ele me aceitar assim, com esse meu jeitinho louco, já fica tudo tão bom… porque é exatamente assim, que ele diz que me ama.

Quando a juventude for só uma lembrança, sei que ele estará ao meu lado.

 

Deixe Sua Opinião Ela é Importante Para Nós

SHARE
Previous articleCaçador de Palavras
Next articleA menina e o rio
Natália Rezende
Um ser amor. Acredita em contos de fadas e em todos os mundos mágicos do universo das palavras. Das mais certas, mas também possuí incertezas. Um pouco louca. Escreve e sonha.