Overdose Poética

Quem sou eu? Tente adivinhar! Me encontre

Fui criado numa caverna
Me alimentei nesse mundo
fui tomado pelo tormento
Fui condenado a assombrar o mundo

Quem sou eu?

Me deixaram nessa situação.

Um caminho sem volta
Um caminho sem direção
Um caminho tortuoso
Um caminho de solidão

Afastaram-se de mim
Me deixaram para trás
não importaram-se comigo
dizendo que não voltam jamais?

O que restou para a mim?
Um mundo de solidão,
Depois de viver amargurado
Resolvi dividir meu coração.

Quem sou eu?

Assumi meu papel
De a todos sub-julgar
Me fizeram assim
Agora terão que aguentar.

Quem sou eu?

Eder Pereira

Desde cedo se fez poeta, muito pela influência do seu avô Maurílio e sua mãe Marileide, sonha desde pequeno escrever um livro, contar histórias em versos e rimas, sempre muito fascinado pelo mundo da escrita e como você pode viajar por ele mesmo sem sair do lugar, "O Uivo da alcateia tem alcançado seu coração, e o Lobo antes solitário encontrou alguns irmãos.

Deixe uma resposta

error

Compartilhe amor com a gente!

YouTube
YouTube
Instagram