Overdose Poética

Sentimentos escondidos

Tenho sentimentos escondidos.
Todos guardados no meu diário!
Tenho sentimentos escondidos
Quem sabe um dia serão revelados.

Amores do passado.

Que insistem em voltar

Por mais difícil que seja

Costumam vir e nos machucar.

Sonhos que me foram tomados.

Pelo caminho que escolhi

Estou nessa luta agora

Querendo um dia ser feliz.

O peito tem doido demais

Sinto a dor perfurar meu coração

E ainda assim! Não desisto

De seguir atrás dessa paixão.

Está fazendo frio agora.

Venha e me dê teu colo

Me empresta seu ombro para chorar

Ei! Venha aqui anjo preciso desabafar.

Poemas é a única coisa que tento fazer

Para dizer o que meu peito esconde

Poemas de amor, poemas de solidão

Poemas que trazem calma

Poemas de todo modo!

Poemas que vem da alma!

Eder Pereira

Desde cedo se fez poeta, muito pela influência do seu avô Maurílio e sua mãe Marileide, sonha desde pequeno escrever um livro, contar histórias em versos e rimas, sempre muito fascinado pelo mundo da escrita e como você pode viajar por ele mesmo sem sair do lugar, "O Uivo da alcateia tem alcançado seu coração, e o Lobo antes solitário encontrou alguns irmãos.

Deixe uma resposta