E que bom, que a gente se faz gente grande para não perder um amigo.

Deixamos de lado os orgulhos bobos e a vontade de querer ter a razão. Pois, uma discussão boa, é aquela que trás maturidade e uma estrelinha à mais na confiabilidade. E É de diálogos saudáveis que se constroem pontes de livre acesso ao mundo dos bons amigos.

E nada de cadeado! Tudo escancarado!

Um bom amigo sabe o seu avesso. Sabe te mimar, mas sabe te ensinar com os gritos. Sabe chorar e sabe reunir para os agitos.

Que sejamos leves com as pessoas. Elas merecem a mesma compaixão que temos conosco, diante dos nossos erros. Pois, o amigo bom é o de verdade! E a verdade, nem sempre se veste de bonitinha. Porque  ser amigo é ter uma porção extra de paciência e perdão.

Ser amigo é isso, sempre aceitando as suas facetas. Mesmo discordando. Porque se faz feliz aos amigos, deve por obrigação fazer-nos felizes também.

Natália Rezende

Written by

Natália Rezende

Um ser amor. Acredita em contos de fadas e em todos os mundos mágicos do universo das palavras. Das mais certas, mas também possuí incertezas. Um pouco louca. Escreve e sonha.