Overdose Poética

Setembro Amarelo

O Sol nasceu tão lindo no horizonte

E você aí cabisbaixo não notou

Ela estava tão linda com seu vestido amarelo

E você aí na completa solidão.

As flores do ipê  estavam lindas

Tinham acabado de florescer em Setembro

Ah como estão lindas essas flores amarelas

Levante a cabeça e venha olhar esse alvorecer

Desperte desse transe,

Tanta gente que se importa contigo

Tire do seu rosto  esse sorriso amarelo

Desperte meu amigo, mais um mês se inicia

Vamos lutar juntos, me dê suas mãos

Tire o frio do seu coração, deixe-o se aquecer novamente.

Vem vindo um novo verão, a felicidade está a sua espera

Setembro acabou de começar, vamos fazer desse mês!

UM INCRÍVEL SETEMBRO AMARELO!!!

Eder Pereira

Desde cedo se fez poeta, muito pela influência do seu avô Maurílio e sua mãe Marileide, sonha desde pequeno escrever um livro, contar histórias em versos e rimas, sempre muito fascinado pelo mundo da escrita e como você pode viajar por ele mesmo sem sair do lugar, "O Uivo da alcateia tem alcançado seu coração, e o Lobo antes solitário encontrou alguns irmãos.