Showing: 1 - 10 of 13 RESULTS
Da nossa Alma

Desculpa!

Fiquei sabendo que você vem no carnaval. Pode vir. Só que não estou morando naquele antigo endereço. Mas pode entrar. A chave está debaixo do tapete. Estou terminando algumas reformas na casa, desde que você partiu; então, cuidado com as …

Overdose Poética

Mais 18

Me beije, a boca louca, com tesão? Tesão que é libertado, somado a paixão que arde, em um espaço de tempo que meu corpo por suas mãos firmes é guiado, puxado, a juntar-se ao seu. E no abraço potente de …

Crônicas

Sentiu os seus pulsos doendo

Não! Não os cortou. Até porque tem uma ânsia fodida (desculpe-me o palavrão) de viver. Viver mesmo nos emaranhados de angústias e tristezas que geram a ela o desconforto de viver na comodidade de um ser imutável. Não gosta de …

Overdose Poética

Crazy

Você canta, Eu apenas escrevo Me encanta E eu me atrevo Como ventania louca A pôr na sua boca As palavras que tanto espero De você finalmente ouvir Mesmo que efêmero E poder sorrir. Então diz, falsamente Que não mentes …

Overdose Poética

Eu sou assim: poesia

Ora sofrida, ora linda. E ora dor, ora favor. Peço-te! Amo-te!  Fica? Vibra! Por mais um entardecer permanece. Mais uma única vez anoiteça. Dorme em meu leito. Ajeita-te em meu peito. Acaricia o meu seio. Faz tudo. Não meio. Meu …