Showing: 1 - 3 of 3 RESULTS
Overdose Poética

Moça, Primavera

Um ontem qualquer tornou-se inesquecível. Acordei, olhei as horas no relógio que maquina a todo o momento em delimitar minha vida. Andei distraído por esse longo dia, nada que fugisse da rotina bruta e ignorante. Era outono, céu pálido, as …

Overdose Poética

Quente fantasia

  Essa noite tive lampejos Lampejos lascivos, os mais loucos contigo, Fantasia maliciosa, gostosa. A tinha em meus braços, em polvorosa.   Minhas mãos eram barcos, À deriva nas curvas perigosas do seu corpo. E o destino onde iriam chegar, …

Overdose Poética

Eu sou assim: poesia

Ora sofrida, ora linda. E ora dor, ora favor. Peço-te! Amo-te!  Fica? Vibra! Por mais um entardecer permanece. Mais uma única vez anoiteça. Dorme em meu leito. Ajeita-te em meu peito. Acaricia o meu seio. Faz tudo. Não meio. Meu …