Crônicas

Talvez ainda exista amor nas pessoas

– Ei, precisa de ajuda? – perguntou-me um desconhecido na rua, próximo à faixa de pedestre.

Me virei, o cara me encarando. ‘Sim, moço, preciso de ajuda. Estou aqui tentando entender a humanidade, saca? Já viu como somos uma sociedade egoísta? Olhe só esse monte de coisas acontecendo, essa falta de amor ao próximo, a intolerância pelo diferente, nervos à flor da pele… Tá sentindo essa energia negativa? Tá pesado, neh?’ – pensei e guardei comigo. Talvez ainda exista esperança na humanidade, afinal, ainda não estamos totalmente invisíveis. Respirei.

– Vai ficar tudo bem, moço! – respondi. – Só foi um dia difícil. Obrigada por perguntar!

– Então tá bom. – respondeu ele, já indo. – Não fica dando bobeira por aí, moça. Te cuida!

Sorri! Alívio… ‘Talvez ainda exista amor nas pessoas, pelo menos algumas flores raras que se preocupam com o próximo. Prefiro acreditar que sim…’

Comentários desativados em Talvez ainda exista amor nas pessoas
Wanessa Rocha

Apaixonada por poesia, cores, sabores, lugares, sorrisos, livros, fotografia, músicas, família, amigos, natureza... Uma pequena andarilha errante de alma transparente e eterna aprendiz com a vida!

error

Compartilhe amor com a gente!

YouTube
YouTube
Instagram