Crônicas

Uma palavra chamada caráter

Costumam dizer: “A carne é fraca”. Pois bem, a carne pode até ser fraca, mas quando o caráter é forte, os desejos da mesma não tem vez. Porque caráter, meu amigo, é indestrutível, inabalável, fruto da formação cultural, social, espiritual, intelectual.

Pode até ter olhar 43, sorriso atraente, corpo bem moldado, mas se o caráter for forte, não há carne que fraqueje.

Caráter é aquele pedaço do todo que constituí o ser humano. Não é algo dispensável como a sociedade atual vem dispensando.

Não estou falando de bons costumes, certo ou errado. Estou falando daquela consciência altruísta capaz de pensar no outro. Aquela peneira que bloqueia determinadas ações que possam ferir a quem amamos.

E a carne pode ser fraca, mas o caráter é como um sedativo.

É o que ainda nos faz acreditar que existem pessoas boas. O caráter, palavra curta, mas valiosa, é que precisamos semear em nossas vidas, desde nossos primeiros passos sobre a terra até os últimos.

Ygor Phelipe

Um sonhador, um homem de mil faces, de milhares de heterônimos e com uma missão: dar vida aos sonhos por intermédio das palavras. Poeta, romancista e apaixonado por livros, histórias e pelas viagens que elas proporcionam.

Um comentário

  • Mateus Adriano
    Mateus Adriano

    Ygor, sou seu fã! Muita sabedoria e sobriedade de pensamento em palavras semeadas na mente humana que darão bons frutos… parabéns! Amei o texto!

Deixe uma resposta