Crônicas

Vem cá! Deixa eu te dar colo

“Estejamos tristes, mas nunca abalados”. A frase tá segurando a onda por aqui. O momento que estamos passando é atípico. Sim, tudo mudará.  Mas, calma! Isso tudo vai passar, e é necessário se informar somente daquilo que realmente precisamos. O nosso tempo é agora, e precisamos abrir mão do excesso de informações, principalmente as negativas. Devemos não deixar que as notícias ruins possam nos consumir.

Sim, é um tempo difícil, mas que tal olhar ao menos para uma escapadela disso tudo? Sabe aquela frestinha de luz que insiste em furar o escuro? Ao menos, toda essa situação aflorou uma das questões humanas mais bonitas: a solidariedade.

Então mire o seu coração para descansar nos projetos solidários, e indique para os seus. E por mais que isso seja tão complicado agora colabore para abraçar a saúde emocional e mental das pessoas. Calma! Respira que essa onda ruim vai se acalmar.

É importante refletirmos que toda essa culpa, solidão, desesperança, e sensações negativas nos foram impostas sem nem termos tempo de nos prepararmos. Por isso, pratique o auto perdão e facilite um caminho de cuidado com o relacionamento consigo. Sofra mesmo, chore! Mas, se coloca no colo. Sinta. Faz bem.

Pensa que é tempo de comunhão a distância. E mesmo que seja de uma forma diferente, e por mecanismos diversos, que podemos nos conectar com quem nos importamos. Peça humildemente para que às pessoas te ensinem. Ofereça o seu tempo, afetividade e amor para salva-las e orienta-las numa direção mais confortável para viver o mundo de agora e também o depois. Vamos tirar uma lição disso tudo, para nunca mais agirmos assim?

Depois só lembra que apesar da dor, que seremos uma humanidade que irá escolher pela vida, e que não somos os reais culpados pela não promoção e suporte para manter pessoas vivas. Respira! A vida vale a pena!

Caso desejar ouvir…

Comentários desativados em Vem cá! Deixa eu te dar colo
Natália Rezende

Um ser amor. Acredita em contos de fadas e em todos os mundos mágicos do universo das palavras. Das mais certas, mas também possuí incertezas. Um pouco louca. Escreve e sonha.

error

Compartilhe amor com a gente!

YouTube
YouTube
Instagram