Crônicas

“Você” está bem?

Essa foi a pergunta que ao acordar, fiquei me questionando. “Você” está bem? Sim! Acho, que sim.

Só que depois de alguns minutos, lágrimas vieram à tona para contradizer. Simplesmente, do nada começo a chorar. Por que? Não sei. Assim como a primeira pergunta, não sei ao certo a resposta.

Então, eu percebo que estou sentindo falta. Saudade ! A palavra que mais uso de um tempo “pra cá”. E do que sinto falta? Essa posso responder.
Sinto falta, daquele sorriso de avó. De ouvir aquela frase.: “meu netinho, lindo!”, e do meu nome ser trocado, inúmeras vezes no dia. E sem falar, no abraço apertado.
Sinto falta dos meus amigos. Dos que fiz a pouco tempo. Sinto falta, até mesmo dos mais antigos. Falta dos dias, em que a bagunça na escola, era certa com eles. E mesmo, que já ouvi de muitos, “amigo se encontra em qualquer lugar”, os que tenho não quero perder, JAMAIS. Mesmo que eu encontre outros melhores. Sinto saudade da minha mãe, dos meus irmãos, e de todos aqueles que gosto. Muito.

E cheguei seguinte a conclusão, que hoje não estou bem. Não mesmo! E que sinto falta de tudo. E agora só quero um abraço apertado. Porque o dia foi uma maré de lembranças, que me deixam imerso em saudades. Mas faz parte da vida sentir saudade.
Emanoel Filipe

Escrevo eu mesmo. Escrevo o que penso, e sinto. Exponho em um simples papel, todos os meus sentimentos e confusões!

Deixe uma resposta